Publicada em 23/05/2014

A greve dos professores continua.

A greve dos professores continua.

          A greve da Educação da rede municipal de ensino de Xinguara já dura mais de um mês, os profissionais querem reajuste salarial de 10,4% mais o governo nega, alegando não ter condições para pagar o reajuste reivindicado pela categoria, propondo inicialmente apenas 3,03%, após o prefeito Osvaldinho Assunção e seu secretário de educação Vilmones da Silva, fez uma reunião com a categoria, no dia 06 de maio às 19 horas na câmara municipal, onde o prefeito fez uma nova proposta de 4% de reajuste salarial, não somando 1% de diferença da proposta inicial.

 

          No dia 13 de maio o Desembargador Ricardo Ferreira Nunes, negou a o pedido de liminar feito pela prefeitura municipal de Xinguara, Entendeu no entanto que a greve da Educação NÃO É ILEGAL, ato este amparado pela Constituição Federal, que permiti o direito de greve.

          Os profissionais da educação aguardam o parecer do mandato de segurança imposto contra a prefeitura que está descumprindo o direito de greve, que também será apreciado pelo Desembargador Ricardo Ferreira. E no último dia 22 de maio os professores fecharam a BR 155, na tentativa de sensibilizar o prefeito, que até o momento não chegaram em um acordo.

 

Redator: Hugo Mateus Veloso

Pesquisar

Notícias Eventos Fotos Empresas

Um produto TDH Websites. Desenvolvido por Agência Fly