Publicada em 29/05/2012

Tradicional queima de fogos do Círio de Nazaré, em Belém, está ameaçada

A tradicional queima de fogos no encerramento das festividades do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, poderá ser proibida a partir deste ano por orientações do Ministério Público do Pará.Os fogos de artifício prejudicam a saúde humana e contribuem com a morte de alguns pássaros que vivem nos arredores do Santuário de Nazaré.

A Diretoria da Festa de Nazaré explica que recebeu a recomendação para que não solte fogos de alta sonoridade nas proximidades da árvore Samaumeira, localizada na Praça Santuário, no centro de Belém. O Ministério Público afirma que as aves que habitam no local, principalmente os periquitos, são fatalmente afetados pelas explosões artificiais.

Os responsáveis pela realização do evento também foram orientados a utilizar fogos de artifícios de menor impacto de explosão, para que sejam evitadas consequências danosas no entorno da Praça Santuário.

O Ministério Público informou que será feita análise do contexto dos fatos e em caso de descumprimento das recomendações, a Diretoria da Festa poderá ser penalizada.

O coordenador do Círio, Kleber Vieira, informou que ainda não recebeu a notificação do MPE. Mas, segundo ele, há dois anos a diretoria não solta fogos próximos à Samaumeira. Vieira destacou que, "a exemplo do ano passado, este ano, os fogos serão queimados no terreno do exército, localizado próximo à Basílica de Nazaré".

Fonte: G1 Pará

Pesquisar

Notícias Eventos Fotos Empresas

Publicidade

Um produto TDH Websites. Desenvolvido por Agência Fly